Para que serve o CNPJ?

Para que serve o CNPJ?
Rate this post

Um dos documentos mais importantes em uma empresa é o CNPJ: ele é solicitado em todo tipo de transação empresarial e os próprios consumidores fazem uso dele quando querem pesquisar sobre o empreendimento.

Todavia, são poucas as pessoas que sabem a fundo a utilidade do CNPJ e há mesmo empreendedores que não entendem as vantagens de ter essa documentação. Aqui, tudo será esclarecido.

O que significa CNPJ?

consulta cnaeA sigla corresponde a Cadastro Nacional de Pessoa Jurídica e ele é feito pela Receita Federal.

A utilidade do CNPJ está em reunir todas as informações essenciais sobre essa empresa, em especial os seus recolhimentos tributários.

Quando um empreendedor consulta o CNPJ da sua empresa, verá se ela tem impostos atrasados, se há problemas de licença e muitas outras coisas.

Por outro lado, os cidadãos que usam esse documento para fazer pesquisa conferem se a empresa em questão é de confiança, se ela tem todos os registros, se existe processo contra ela, etc.

O CNPJ é como um “parente” do CPF e têm a mesma funcionalidade, com a diferença de que um é para pessoa jurídica e o outro, para pessoa física.

Outro ponto positivo de quem possui um cadastro de pessoa jurídica é a possibilidade de fazer a consulta cnae.

Como emitir o CNPJ?

As empresas que não se classificam como MEI têm um processo mais complicado para solicitar esse documento e, por conta disso, é mais seguro buscar um contador.

O passo a passo será:

  • Fazer o requerimento ou o contrato social;
  • Determinar qual é a classificação da empresa e, por conseguinte, o tipo de imposto;
  • Mencionar os possíveis sócios e qual é o tipo de sociedade;
  • Procurar a Junta Comercial do Estado com o contrato social;
  • Procurar a Receita Federal com a documentação;
  • Procurar a Prefeitura para se informar sobre quais os órgãos municipais nos quais é necessário o registro.

Se o empreendimento for classificado como MEI, o proprietário pode adquirir um CNPJ sozinho:

  • Deve-se ir ao http://www.portaldoempreendedor.gov.br/;
  • Fornecer a última declaração de imposto de renda, o CPF e o título de eleitor;
  • Imprimir o número da inscrição na Junta Comercial e do CNPJ, que serão mostrados pelo sistema. Depois de imprimir, é preciso assinar;
  • Procurar a Prefeitura com o documento acima e com CPF e RG, inclusive cópia.

Vantagens de ter um CNPJ

Ao emitir um CNPJ, a empresa passa a ser reconhecida pelos órgãos competentes, trazendo diferentes vantagens para o seu proprietário e para os sócios.

Para começar, ela poderá ter funcionários de maneira legalizada: cabe lembrar que muitas pessoas não querem trabalhar sem o registro profissional e que este não é possível se a empresa não tem CNPJ.

Tendo essa inscrição, as notas fiscais podem ser emitidas, o que é indispensável para que as contas da empresa estejam em ordem.

É verdade que, com a nota fiscal, é tributado imposto, mas os pontos positivos são muito maiores, como ter controle sobre o que está sendo vendido e quanto a empresa lucrou.

Possuindo CNPJ, há a possibilidade de solicitar empréstimos e também de concorrer a licitações.

Deixe uma Resposta