Entenda o preço da gasolina

preço da gasolinaSe você tem carro você, assim como eu, deve saber como é caro abastecer no Brasil. Também deve ter percebido como o preço do combustível subiu nos últimos 5 anos.  Mas no final das contas você sabe por que a gasolina e o álcool tem o preço que tem?

Para que você consiga entender o valor da gasolina precisa primeiro saber como ela é produzida e todos os processos por onde ela passa antes de chegar as bombas. Se você não tiver conhecimento sobre todas as etapas e fatores que influenciam no valor final do produto, nunca vai conseguir opinar se o combustível é caro ou não.

A gasolina é um combustível fóssil cuja principal matéria prima é o petróleo. A maioria absoluta do petróleo brasileiro está no fundo do mar. Para chegar até ele precisamos furar um poço, tipo aqueles poços artesianos que algumas pessoas tem no quintal pra puxar água. Só que os poços de petróleo são obviamente muito mais complexos: as vezes passam de 7.000m de profundidade e chegam a custar 80 milhões de dólares.

Essa atividade é completamente dominada pela Petrobras aqui no Brasil e é, de longe, a mais cara e arriscada de toda a cadeia da gasolina. Uma vez extraído ou importado o petróleo, ele é transportado por dutos ou navios para uma refinaria, onde é transformado em gasolina pura. A Petrobras também domina este mercado, com 14 refinarias espalhadas pelo país e uma malha relativamente densa de oleodutos.

Essa gasolina pura é então comprada pelas “Distribuidoras”. São elas que misturam a gasolina pura com etanol e distribuem a para os postos de combustível. Além disso, elas podem também colocar algum aditivo para melhorar a qualidade da gasolina ou proteger os motores dos veículos. O mercado de distribuição é muito mais competitivo do que o de produção e refino de Petróleo.

A maior distribuidora do Brasil, a BR, tem só 28% do mercado de gasolina automotiva. A mistura de etanol na gasolina é obrigatória e é o governo que define a proporção dessa mistura, que hoje é de 27% de etanol. Ou seja, de cada litro de gasolina que você abastece, 270ml são etanol.

Volta e meia o governo ajusta esse percentual, dependendo das condições dos produtores e do mercado. De onde vem esse etanol? Ele é um biocombustível renovável, feito principalmente a partir da cana-de-açúcar. Essa cana sai das plantações e vai para usinas, onde o caldo é extraído e fermentado, gerando o etanol e água. Essa mistura é destilada para retirar a água e deixar apenas o etanol anidro, que é o que as distribuidoras compram e juntam com a gasolina pura para entregar para venda final nos postos.

Os postos de combustível são a última parte da cadeia da gasolina…existem postos com bandeira ou bandeira branca. A diferença é que os postos com bandeira são atrelados a uma Distribuidora para fornecimento de combustível e, às vezes, suprimentos e equipamentos. Por exemplo, da própria Petrobras, da Shell, etc. Já os postos bandeira branca não estão atrelados a nenhuma distribuidora e podem comprar gasolina de quem quiserem. O Brasil hoje tem um pouco mais de 40 mil postos.

Com essa visão superficial de tudo que é envolvido na venda de gasolina, já dá pra ter uma noção da complexidade de toda a sua cadeia. Existem vários fatores que podem contribuir positiva ou negativamente no preço. Até mesmo o clima pode impactar as coisas…por exemplo, uma seca em São Paulo pode atrapalhar a produção de cana, que afeta a produção de álcool, que é quase um terço da gasolina comum dos postos. Isso sem falar no preço do petróleo, e até mesmo do açúcar!

Mas existe um fator importantíssimo no preço da gasolina que eu não citei até agora…. Atualmente, um litro de gasolina em São Paulo custa em média R$3,78. Felizmente temos dados da própria Petrobras e da Agência Nacional do Petróleo que nos mostram exatamente quem fica com cada centavo. Desses R$ 3,78 reais… a Petrobras fica com mais ou menos R$1,17. Essa é a recompensa por achar petróleo, furar os poços, produzir e refinar o óleo para gerar gasolina. Só de curiosidade para ter 1 litro de gasolina, a Petrobras precisa tirar 5 de petróleo do fundo do mar.

Uns R$0,57 ficam com a cadeia do Etanol: desde o plantador da cana, passando pelo usineiro que faz o processamento, fermentação, até o processo de destilação para obter o álcool anidro. Para fazer 1L de etanol, você precisa de mais ou menos 11Kg de cana-de-açúcar. R$0,64 são divididos entre as distribuidoras e os postos de combustível, incluindo todo o frete dos milhares de caminhões rodando o país todo.

Todas essas parcelas são parte da cadeia do combustível, e já inclui os lucros da Petrobras, das usinas, das distribuidoras e dos postos. Então quem fica com os 37%, ou R$1,40 que eu não expliquei? O Governo. Quatro impostos influenciam diretamente o preço da gasolina na bomba. O principal deles é o ICMS, um imposto estadual sobre a circulação de mercadorias. Só ele é responsável por 27% do preço na bomba, aproximadamente R$1,02 por litro. Além do ICMS, tem também os tradicionais PIS/PASEP e COFINS, aplicados a pessoas jurídicas  em geral. Por último, temos a CIDE esse é específico para a importação e comercialização de combustíveis fósseis. Esse tipo de imposto existe em vários países, e o dinheiro é arrecadado para ser usado, teoricamente, em proteção ambiental, redução da poluição, melhoria na infraestrutura de transportes e etc.

Esses três impostos são responsáveis pelos 10% que estavam faltando, cerca de R$0,38. Ou seja….no total 37% do que você paga no posto de combustível não vai nem para o dono do posto, nem para a distribuidora e nem para a Petrobras. Vai para os cofres públicos do seu estado e da União. Mas afinal de contas, a nossa gasolina é cara ou não?

Essa é uma pergunta difícil de ser respondida sem ser injusto. Digo isso porque alguns governos, como a Venezuela e a Arábia Saudita, subsidiam fortemente a gasolina. Além disso, cada país tem um percentual diferente de Etanol na mistura da gasolina. De, para completar, as cargas tributárias em cada lugar são muito diferentes.

Isto posto, na prática o que podemos fazer é comparar quanto custa cada litro na bomba. A fonte mais confiável que eu achei foi este site, que tem um ranking com preços da gasolina em 183 países…nós ficamos na 83ª posição, mais ou menos no meio do caminho…

Outra coisa importante a saber sobre a gasolina é o seguinte: o preço dela tem impacto direto na inflação. E atualmente temos um problema sério com a inflação no Brasil. Aliás, o diesel tem um impacto ainda maior: boa parte do frete aqui no país é feito com caminhões, todos movidos a diesel. Hoje temos cerca de 15 milhões de caminhões rodando pelos quatro cantos do país, então mesmo que você não tenha um carro, vai sentir o repasse do aumento no frete nos preços de quase tudo que compra.

As partes do preço da gasolina que o governo controla são os impostos e o preço praticado pela Petrobras nas refinarias, já que ela é uma empresa estatal. Reduzir imposto não é uma opção favorável para o Governo, que então acabou congelando o preço da gasolina via Petrobras por muito tempo, a ponto de causar prejuízos para a companhia. Com toda a recente crise da empresa, esse controle foi um pouco relaxado, e a Petrobras tem aumentado o preço dos combustíveis. Por outro lado, o Governo tem agora uma arma a menos para combater a inflação, que já está altíssima….mas isso é assunto para outro artigo!

 

 

Deixe uma Resposta