Como a testosterona age no organismo

Maxpotent resultadosTodo mundo ama testosterona. Mas você sabe o que ela faz no seu corpo? Vamos conferir?

A testosterona é um hormônio esteroide derivado do colesterol e pertence ao grupo dos andrógenos.

Ela é secretada principalmente pelos testículos dos homens e pelos ovários das mulheres, embora seja também secretada em pequenas quantidades pelas supra-renais.

E a testosterona é o principal hormônio sexual masculino, considerada um esteróide anabolizante.

Nos homens, a testosterona é fundamental para o desenvolvimento dos tecidos reprodutores masculinos, como os testículos, a próstata, e também na promoção das características sexuais secundárias, como o aumento da musculatura, da massa óssea e também do crescimento de pelos no corpo.

A testosterona é ainda essencial para a saúde e bem-estar e na prevenção da osteoporose.

Em média, a quantidade de testosterona nos homens é até de sete a oito vezes maior do que em mulheres.

E quais os efeitos fisiológicos dela?

Efeitos fisiológicos da testosterona

Geralmente na testosterona nós dividimos em 2 grandes efeitos.

Efeito androgênico

O primeiro dele nós chamamos de efeito androgênico, que é aquele efeito que influencia as características sexuais masculinas, como o aumento do pênis, dos testículos, do desejo sexual, na mudança de voz na puberdade, no crescimento de pelos na face, axila, nas áreas genitais e também relacionada ao aumento da agressividade.

Efeito Anabólico

Por outro lado, ela também tem um segundo efeito chamado de efeito anabólico, que é aquele efeito da testosterona que influencia o aumento da massa muscular, dá força, dá velocidade de recuperação dos nossos músculos e também do controle dos níveis de gordura corporal.

Efeitos do excesso de testosterona no corpo

A testosterona é um hormônio maravilhoso, mas será que o excesso dela ocasiona algum problema?

Olha, ocasiona sim. A testosterona alta pode originar uma série de sinais e sintomas em homens e mulheres.

Testosterona alta em homens

  • Calvície
  • Hipertrofia da próstata
  • Acne severa
  • Agressividade
  • Aumento da pressão arterial

Além disso, dependendo da fase da vida, a testosterona também pode:

  • Limitar o crescimento
  • Aumentar colesterol
  • Provocar dores na cabeça
  • Provocar enxaqueca
  • Causar impotência, esterilidade e insônia

Nos homens também, o excesso dela pode levar a um quadro conhecido como ginecomastia.

Isso ocorre quando o excesso dessa testosterona acaba sendo convertido na verdade em hormônios femininos como o estradiol.

E esse hormônio por sua vez vai gerar as características secundárias agora da mulher, e aí o homem pode desenvolver mamas.

Testosterona alta em mulheres

E o seu excesso em mulheres? Em mulheres é muito comum a testosterona causar o que nós chamamos de virilização.

O que é isso? É quando a mulher começa a apresentar algumas características masculinas. Ou seja, ela começa a ter crescimento de pelos na face, engrossamento da própria voz, o clitóris pode sofrer hipertrofia e também ela pode entrar no quadro de amenorreia, ou seja, ela para de menstruar.

Além disso o excesso pode levar a hepatotoxidade, gerando a longo prazo uma lesão no próprio fígado, além de problemas de tendões e de ligamentos.

Isso ocorre porque, muitas vezes, quando a pessoa usa essa testosterona de forma exógena como no suplemento, ela acaba tendo um aumento da força que é desproporcional à capacidade de adaptação dos tendões e ligamentos, gerando alguns problemas. E esse problema pode afetar homens e mulheres.

Ter testosterona baixa é um problema?

Maxpotent resultadosBom, e a falta da testosterona pode me trazer prejuízos também? Pode, e muitos.

Um dos principais prejuízos da falta da testosterona é a perda da massa óssea, já que ela atua também nos ossos estimulando os osteoblastos a produzir a matriz óssea.

Então você também, além da perda de massa óssea, tem um aumento no risco de fraturas, perda da força, diminuição de massa muscular, aumento da massa gorda diminuição da libido, redução da fertilidade, uma fadiga exacerbada, aumento da resistência à insulina e do risco do diabetes, depressão e comprometimento de funções também cognitivas.

Para equilibrar os níveis de testosterona no organismo, é possível fazer uso de produtos e suplementos que trazem inúmeros benefícios e vantagens como Maxpotent resultados.

Testosterona nos treinos

Bom, e o que acontece com a minha testosterona quando eu faço exercício?

A testosterona é o principal hormônio construtor da massa muscular, o que significa que quanto mais dela temos no nosso organismo, mais somos capazes de construir massa muscular e reduzir os níveis de gordura.

Para elevar a testosterona a partir do treinamento, é preciso saber que a quantidade que é liberada depende do quanto de massa muscular está sendo estimulada, da intensidade e também do volume do seu treino.

Logo, quanto mais massa muscular for estimulada no treinamento, mais o hormônio será liberado naturalmente pelo corpo. É exatamente por isso que o uso dos exercícios compostos são extremamente importantes.

Porém o exercício aeróbio de longa duração, alguns estudos já verificaram uma queda na produção da testosterona.

No entanto em alguns atletas, mesmo tendo menos testosterona, os seus receptores acabam ficando mais sensíveis.

Bom, e como que há uma modulação da resposta também no exercício?

É importante a gente deixar claro que a testosterona varia muito sua resposta dependendo desses estímulos de intensidade, duração, idade e gênero da pessoa.

Como o exercício físico em suma, ele tem um viés muito grande, dependendo da situação que a pessoa se encontra e do tipo de estimulo que ela foi submetida, a testosterona pode reagir de diversas formas.

Testosterona na alimentação

Maxpotent como tomarBom, e em relação a alimentação? Será que algum alimento pode me ajudar a aumentar a produção de testosterona?

Existe, e isso é uma ótima notícia.

Entre os principais alimentos que geram esse tipo de aumento na testosterona endógena, estão as fontes proteicas, como as carnes magras.

Elas são essenciais na dieta de quem deseja produzir mais testosterona de forma natural.

Alcatra, filé mignon, maminha, fraldinha e baby beef são os mais indicados, sempre livres daquela capa de gordura que eu imagino que você deve gostar e, de preferência, que essa carne seja grelhada.

Peito de frango, peixes grelhados, eles também são muito interessantes porque tem menos calorias que as carnes bovinas e também são boas pedidas.

Além do mais, as carnes magras também são fonte de zinco e contam com baixas taxas de gordura, importantes para sintetizar a testosterona em nosso organismo.

Além disso, as gorduras saudáveis também entram nessa lista.

A testosterona é um hormônio esteroide porque deriva de colesterol. Portanto, as gorduras saudáveis também vão ser importantes na sua síntese.

Isso quer dizer que certos tipos de gorduras podem ser saudáveis!

Alimentos como nozes, castanhas, azeitonas, amêndoas, azeite extra-virgem ou mesmo de oliva, linhaça, abacate e outros óleos vegetais como o óleo de coco, canola, soja e girassol são extremamente ricos nesse ingrediente e devem ser consumidos em maior quantidade para aumentar a dosagem do hormônio masculino no organismo.

As frutas também são muito benéficas no aumento da testosterona. Maçã e banana, por exemplo, colaboram com a produção de zinco, elemento fundamental para síntese da testosterona.

O tomate, laranja, maracujá, limão e morango têm grandes quantidades também de vitamina C em sua composição, um importante aliado da produção hormonal. Você pode pesquisar, por exemplo, Maxpotent como tomar com frutas.

Verduras e legumes também são fundamentais. Abóbora, pimentão, brócolis, repolho e couve são os vegetais mais indicados para incluir em uma dieta que pretende elevar os níveis hormonais masculinos.

Esses alimentos contribuem para que as taxas de estrogênio, que é o hormônio feminino, também diminuam, evitando o acúmulo de gordura e impedindo que o crescimento muscular seja prejudicado.

Outro alimento fantástico são os ovos. Assim como as carnes, os ovos são indispensáveis para quem deseja “crescer”. São ricos em proteínas e colesterol bom, ou seja, gorduras saudáveis. Eles também são fontes vitais para uma maior produção da testosterona.

O feijão que é uma leguminosa com grande quantidade de zinco em sua composição, com pouca gordura, riquíssima em proteínas e fibras.

O alho também é um alimento que ajuda bastante. Porque ele tem um componente chamado alicina, que é uma substância que eleva a taxa do hormônio masculino e ainda inibe a produção de cortisol, aquele hormônio de estresse que limita a ação da testosterona.

Deixe uma Resposta